, ,

Lemonade: desvendando o novo álbum da Beyoncé através de livros

terça-feira, junho 07, 2016


Se você mora no planeta Terra ou esteve por aqui no último mês, com certeza já ouviu falar do novo álbum da cantora Beyoncé. Sem dúvida alguma ela quebrou a internet ao lançar um CD bem diferente de seus anteriores, com um discurso de empoderamento ela exalta a cultura negra e ainda por cima expõe um pouco de sua vida pessoal.

Sei que pode parecer bem estranho, já que não abordamos assuntos relacionados a música por aqui, mas ao ouvir Lemonade e prestar atenção nas mensagens que o álbum nos passa, percebi que há alguns livros que de alguma forma podem ser relacionado a essas composições. E é essa a minha tarefa de hoje: fazer relações entre músicas e livros! 

Infelizmente o álbum ainda não está disponível no Spotify e fica bem difícil linkar as músicas nesse post, mas vocês podem procurar pela internet e ouvir o CD inteirinho através de streamings "piratas".


Daddy Lessons: a relação de Katniss com seu pai em Jogos Vorazes








"E logo antes de morrer ele disse: lembre-se
Ele disse, cuide de sua mãe
E também de sua irmã
E foi aí que ele me ensinou"
(Daddy Lessons, Beyoncé)

Ao ouvir essa música, não consigo pensar em outra personagem a não ser Katniss. A protagonista de Jogos Vorazes, após o falecimento de seu pai, se torna a responsável por sua mãe e principalmente sua irmã. A partir disso, ela está sempre protegendo e conseguindo alimentos para cuidar de sua família. Nos livros não há um aconselhamento do pai de forma clara como tem na música, mas podemos deduzir ao analisar a admiração que Katniss tem por ele, e a responsabilidade que tomou para si após a sua morte. 


Hold up: o primeiro beijo de Charlie (As vantagens de ser invisível)




"Espere aí, eles não te amam como eu te amo
Vá devagar, eles não te amam como eu te amo
Se liga, eles não te amam como eu te amo
Uma passo para trás, eles não te amam como eu te amo"
(Hold up, Beyoncé)


Durante o livro As vantagens de ser invisível (ou até mesmo o filme), há uma cena em que Sam beija o Charlie alegando que "quero ter certeza de que a primeira pessoa que te beijar realmente ama você". Em outras palavras ela estava dizendo que os outros não o amava como ela o ama, e isso é repetido várias vezes da faixa Hold up de Beyoncé.


Sandcastles: o sumiço de Margo e o coração partido de Quentin

"Construímos castelos de areia que foram levados pela água
Eu te fiz chorar quando fui embora
E mesmo que tenha prometido que não podia ficar, baby
...
Pratos quebrados em minha cômoda depois da última vez
Fotos tiradas de porta-retratos
O que você tem que eu não consigo apagar, baby?
...
E seu coração está partido pois eu fui embora"
(Sandcastles, Beyoncé)

Quem já conhece a história sabe que esse trecho da música que separei reflete exatamente o livro escrito por John Green. Após criarem uma relação especial (construírem um castelo de areia, nas palavras da Beyoncé), o sumiço de Margo faz com que tudo se desmorone, inclusive o coração do coitado do Quentin. Ah, e antes que me esqueça: estamos falando do livro Cidades de Papel, que também já tem uma adaptação cinematográfica.


6 Inch: Isabelle Lightwood - a caçadora de sombras mais linda de Os Instrumentos Mortais








"Saltos de 15 centímetros
Ela chegou na balada sem se importar com ninguém
Caramba, ela assassinou todo mundo
E eu fui sua testemunha"
(6 Inch, Beyoncé feat. The Weeknd)

No livro Os Instrumentos Mortais: Cidade dos Ossos tem uma das cenas mais clássicas da saga, que é uma luta dentro de um clube chamado Pandemônio. Nessa cena podemos encontrar uma mulher poderosa e que luta bem pra caramba, o que remete ao trecho destacado dessa música. Essa moça é a Isabelle Lightwood, uma caçadora de sombras que luta para deter os demônios da cidade. Confesso que no livro ela não recebe tanto espaço nesta parte, mas no seriado essa cena é bem especial para ela (como você pode ver no gif acima).


Freedom: a busca incessante pela liberdade em A Revolução dos Bichos

"Liberdade! Liberdade! Não consigo me mexer. Liberdade, me liberte! Cantando, liberdade! Liberdade! Onde você está? Pois eu também preciso de liberdade.Quebro as correntes sozinha. Não vou deixar minha liberdade queimar no inferno. Ei! Vou continuar correndo. Pois um vencedor nunca desiste de si mesmo"
(Freedom, Beyoncé feat. Kendrick Lamar)

Uma música que canta pela liberdade pode ser encaixada em diversos contextos inclusive na História Mundial. Entretanto, para representar essa música resolvi escolher o livro A Revolução dos Bichos do autor George Orwell, que pela simplicidade consegue fazer uma incrível crítica a determinados sistemas de governo. Na história do livro, os animais de uma fazenda estão cansados de toda exploração feita por parte dos humanos e resolvem se rebelar.


Há ainda outras excelentes canções que completam o CD, mas não dava para colocar tudo por aqui, não é mesmo? Caso vocês consigam fazer outras conexões deixem nos comentários que vou gostar de acompanhar!

Você também poderá gostar:

0 comentários

INSCREVA-SE NO NEWSLETTER

Receba um e-mail com os novos posts! Relaxe, não divulgaremos o seu e-mail.

Disclaimer

Para fins de direitos autorais declaramos que as imagens do site são encontradas na internet e não tomamos o crédito, a não ser que dito. Se você (pessoa jurídica ou física) possui os direitos de alguma imagem e não quer que ela apareça em nosso site favor entrar em contato e ela será removida.